Ontem, cartório; hoje, ‘hub criativo’
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ontem, cartório; hoje, ‘hub criativo’

DO FUNDO DO BAÚ

Edison Veiga

25 Novembro 2015 | 07h00

Foto: Rafael Arbex/ Estadão

Foto: Rafael Arbex/ Estadão


_____________________
Paulistices no Facebook: curta!
E também no Twitter: siga!
_____________________

O prédio tem sua importância histórica porque foi ali, em 1890, que funcionou o primeiro cartório de São Paulo. Desde 2014, o casarão do número 108 da Rua Roberto Simonsen, entretanto, abriga um ‘hub criativo’ com três projetos: a Sé (galeria de arte), o Phosphorus (espaço independente de arte experimental) e a Casa Juisi (um acervo de roupas vintage para pesquisa e locação). Até 19/12, está em cartaz ali a exposição ‘Território Transitório’, com esculturas e instalações de Thiago Szmrecsányi.