As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Oásis de livros no meio do parque

Edison Veiga

11 de outubro de 2010 | 08h11

LEITURA PARA TODOS
FOTO: JOSÉ PATRICIO/ AE

Já é possível traçar um perfil do frequentador do Espaço PraLer, os oito quiosques de leitura em funcionamento há dois meses no Parque da Água Branca, na zona oeste de São Paulo. Isto porque há um controle dos 1731 livros e revistas que são retirados do acervo – e lidos, com tranquilidade, em qualquer lugar do parque. As revistas fazem o maior sucesso: representam 47% da preferência, seguidas pelos infanto-juvenis (17%) e pelas obras de literatura geral (14%). “Até agora só uma obra foi furtada”, afirma a coordenadora Marcela Camasmie. O livro em questão: a última edição da coleção Pirelli/MASP de fotografia.

Com mais de 3 mil visitantes por mês, o Espaço PraLer é uma parceria da organização social Poiesis com o Fundo de Solidariedade e Desenvolvimento Social e Cultural do Estado. E, ao que parece, em pouco tempo já se enraizou no cotidiano do parque. “Vira e mexe encontramos ovos dentro dos quiosques”, conta Marcela, lembrando que há muitas galinhas soltas por ali. “Então procuramos um ninho no meio do mato para ‘devolver’ o ovo.”

Publicado originalmente na edição impressa do Estadão, coluna ‘Paulistices’, dia 11 de outubro de 2010

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: