O cemitério gigante
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O cemitério gigante

Vila Formosa e seus números impressionantes

Edison Veiga

16 Agosto 2016 | 07h56

Foto: Antonio Milena/ Estadão

Foto: Antonio Milena/ Estadão

Um dos 21 cemitérios públicos municipais, o de Vila Formosa, na zona leste da cidade, é a maior necrópole da América Latina. São 760 mil metros quadrados, mais do que o dobro do segundo colocado entre os paulistanos – no caso, o de Vila Nova Cachoeirinha, com 350 mil metros quadrados. No gigante cemitério de Vila Formosa, há 87 mil sepulturas – se considerado este quesito, o segundo no ranking é o de São Luiz, com 40 mil.

Responsáveis pelo trâmite diário de enterrar os defuntos, são cerca de 50 coveiros – ou, oficialmente, sepultadores – no Vila Formosa. A missão deles é abrir covas com cerca de 2 metros de comprimento, 1,5 metro de profundidade e 80 centímetros de largura. Em média, ali são enterrados 25 mortos por dia. Em funcionamento desde 1949, no local já foram realizados 1,5 milhão de sepultamentos.