O cemitério gigante
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O cemitério gigante

Vila Formosa e seus números impressionantes

Edison Veiga

16 de agosto de 2016 | 07h56

Foto: Antonio Milena/ Estadão

Foto: Antonio Milena/ Estadão

Um dos 21 cemitérios públicos municipais, o de Vila Formosa, na zona leste da cidade, é a maior necrópole da América Latina. São 760 mil metros quadrados, mais do que o dobro do segundo colocado entre os paulistanos – no caso, o de Vila Nova Cachoeirinha, com 350 mil metros quadrados. No gigante cemitério de Vila Formosa, há 87 mil sepulturas – se considerado este quesito, o segundo no ranking é o de São Luiz, com 40 mil.

Responsáveis pelo trâmite diário de enterrar os defuntos, são cerca de 50 coveiros – ou, oficialmente, sepultadores – no Vila Formosa. A missão deles é abrir covas com cerca de 2 metros de comprimento, 1,5 metro de profundidade e 80 centímetros de largura. Em média, ali são enterrados 25 mortos por dia. Em funcionamento desde 1949, no local já foram realizados 1,5 milhão de sepultamentos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.