Nos rastos do escritor por SP
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Nos rastos do escritor por SP

Edison Veiga

18 Abril 2012 | 04h53

MONTEIRO LOBATO (1882-1948)

Nascido em Taubaté, o escritor Monteiro Lobato (1882-1948) passou boa parte da vida na capital paulista – para onde se mudou em 1900, a fim de cursar a Faculdade de Direito do Largo São Francisco. Entre idas e vindas, morou em 18 endereços paulistanos, incluindo uma república estudantil, um hotel e uma prisão – durante 3 meses, em 1941, foi preso político no Presídio Tiradentes.

Sua relação com a capital paulista é evidenciada no livro A Barca de Gleyre, publicado nos anos 1950 pela Editora Brasiliense e que reúne 40 anos de correspondências trocadas entre ele e o escritor mineiro Godofredo Rangel (1884-1951).

“O que me encanta nisso tudo é tentar visualizar a capital paulista do começo do século passado”, comenta o jornalista Eduardo Ritschel, que tem como hobby buscar referências paulistanas na obra de Lobato.

Publicado originalmente na edição impressa do Estadão, coluna ‘Paulistices’, dia 16 de abril de 2012

Tem Twitter? Siga o blog