As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O tempo em que fumar era “bom”

Edison Veiga

29 de agosto de 2011 | 15h30

EXPOSIÇÃO
FOTO: DIVULGAÇÃO

Nem parece, mas houve um tempo em que propagandas de cigarro eram livremente exibidas pela mídia. Nem parece, mas houve um tempo em que fumar era glamouroso. Nem parece, mas houve um tempo em que ninguém ousava dizer que fumar é prejudicial à saúde – e não havia, nem em sonho, leis antifumo como as que vigoram em São Paulo.

Este universo de um passado não tão distante assim pode ser conferido na exposição Propagandas de Cigarro – Como a Indústria do Fumo Enganou as Pessoas, em cartaz a partir de hoje no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Avenida Doutor Arnaldo, 251 – Cerqueira César).

Estão expostas campanhas publicitárias veiculadas entre as décadas de 1920 e 1950. Nos 90 cartazes, médicos, crianças, esportistas, artistas de cinema e até o Papai Noel (conforme imagem reproduzida acima) eram garotos-propaganda do produto.

Gratuita, a exposição – que também mostra como antigas “pesquisas” aprovavam o uso do cigarro – fica em cartaz até 14 de outubro.

Publicado originalmente na edição impressa do Estadão, coluna ‘Paulistices’, dia 29 de agosto de 2011

Tem Twitter? Siga o blog

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.