As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Na parede, traços de Niemeyer

Edison Veiga

16 de junho de 2011 | 05h38

RESTAURANTEFOTO: DIVULGAÇÃO

Duas paredes do restaurante italiano Buttina (Rua João Moura, 976, Jardim Paulista, 11 3083-5991) têm status de obra de arte. Isso porque, nelas, a casa orgulhosamente exibe traços do arquiteto Oscar Niemeyer.

Amigo do proprietário, José Otávio Scharlach, o arquiteto esteve no restaurante pela primeira vez em 4 de outubro de 1996, pouco mais de um mês depois da inauguração. “Após o jantar, houve uma sessão de música, cantou-se bastante e Oscar pediu uma caneta para fazer um desenho de presente aos donos e à nova casa que se iniciava”, conta Scharlach.

Niemeyer esteve no Buttina diversas outras vezes. “Ele jantou aqui no seu 90º aniversário, em 15 de dezembro de 1997, numa noite memorável”, recorda-se o proprietário. “A casa ainda era pequena, comportava apenas 40 pessoas. Mas vieram 80!”

No prato do arquiteto – que não aparece no restaurante há alguns anos, já que devido à idade avançada tem evitado viajar –, os garçons do Buttina já sabem: a preferência é pela lasanha.

Publicado originalmente na edição impressa do Estadão, coluna ‘Paulistices’, dia 6 de junho de 2011

Tem Twitter? Siga o blog

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.