Moda subterrânea
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Moda subterrânea

Uniforme atual do Metrô é a terceira versão

Edison Veiga

04 Fevereiro 2015 | 07h52

Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

_____________________
Paulistices no Facebook: curta!
E também no Twitter: siga!
_____________________
Todos os funcionários de estação e tráfego do Metrô recebem quatro camisas, três calças, duas jaquetas e um cinto da companhia. Trata-se do uniforme de trabalho. Nos pouco mais de 40 anos de operação, o design do vestuário sofreu duas atualizações – há um departamento do Metrô que é encarregado de definir tais padrões.

De 1974 a 1989, as peças eram vinho e bege, bem de acordo com a moda dos anos 1970 (conforme ilustração acima). A calça vinho era boca larga, a camisa era bem justa ao corpo e tinha colarinhos longos. Em 1989, a companhia decidiu modernizar os uniformes (que ficaram como na ilustração abaixo). Não só em estilo, mas também em conforto: a versão anterior tinha alto porcentual de poliéster na composição, sendo menos agradável aos funcionários. O uniforme adotado na época era composto por camisa verde-claro e calça cinza.

Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

A última atualização do guarda-roupa dos funcionários do Metrô foi feita em 2008 (abaixo). A preocupação era facilitar a localização e identificação dos metroviários – por isso, o uniforme ganhou faixas de cor vibrante, para garantir visibilidade. A calça teve a cor cinza escurecida. A camisa passou a ser listrada, na cor azul institucional do Metrô.

Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

Mais conteúdo sobre:

HistóriaMetrôModaSão Paulo