Memória maltratada
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Memória maltratada

Edison Veiga

05 Maio 2014 | 14h44

DO FUNDO DO BAÚ

Está assim a escultura de bronze ‘Velocidade: Alma e Emoção’, inaugurada em 1995 sobre o túnel Ayrton Senna, na região do Ibirapuera, em homenagem ao piloto que morreu há 20 anos. Em março de 2004, aliás, a obra sofreu dois danos em menos de uma semana. Primeiro a bandeira – também de bronze – que fazia parte da escultura, no gesto característico do piloto, foi furtada. Alguns dias depois, um homem foi detido por tentativa de furto porque tentava remover um pedaço da peça com serrote e marreta – ele afirmou que venderia o bronze por R$ 2 o quilo. Na época de sua instalação, a escultura, de autoria da artista Melinda Garcia, custou R$ 89 mil aos cofres públicos.

Publicado originalmente na edição impressa do Estadão, coluna ‘Paulistices’, dia 2 de maio de 2014

Tem Twitter? Siga o blog

Mais conteúdo sobre:

PatrimônioSão Paulo