As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Lord Palace Hotel, SP

Edison Veiga

07 Novembro 2013 | 15h09

Não se apeguem a este lugar from Giovana Schluter on Vimeo.

Este documentário é o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de duas estudantes de jornalismo da Faculdade Cásper Líbero: Giovana Schüter e Paula Mascarenhas. É uma história muito paulistana — dessas marginalizadas. Bom, deixo a descrição por conta das autoras, em post no Vimeo:

“‘Não se apeguem a este lugar’ é um ensaio sobre a ocupação do Lord Palace Hotel por integrantes da Frente de Luta por Moradia, a FLM, um dos principais movimentos de moradia da cidade de São Paulo.

O senso comum que gravita ao redor de prédio ocupados costuma envolver ideias de sujeira, desorganização, imediatismo e por vezes até criminalidade. Além disso, o estereótipo do trabalhador sem-teto segundo o imaginário das classes abastadas tem sua existência mediada exclusivamente por sua pobreza. Ele é em função dela. Desta forma, ignorando a complexidade de um sujeito, ou de um grupo de sujeitos, cria-se uma cisão entre “nós” e “eles” – como se houvesse tal coisa – e ignora-se também o que há neles de mais humano.

Ao executar Não se apeguem a este lugar buscou-se, antes de mais nada, desconstruir essas ideias, criando imagens que evidenciassem as nuances que compõem a comunidade da ocupação do Lord Palace Hotel.

Sobre as Autoras:

Giovana Schlüter flertou durante dois anos com o jornalismo escrito n’O Estado de S. Paulo e o radiofônico nas emissoras CBN e Rádio Globo. Oscilou entre linguagens por diversas ocasiões, mas após iniciar Não se apeguem a este lugar, decidiu que se dedicaria ao fotojornalismo.

Ao mesmo tempo em que cursava o segundo ano do curso de Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero, ingressou no curso de Ciências Sociais da Universidade de São Paulo, onde aprofundou seu contato com a antropologia e a sociologia, incrementando a percepção de que as narrativas mais interessantes extravasam os limites do noticiário factual. Não se apeguem a este lugar é uma experimentação ensaística que enaltece esta ideia trazendo a experiência humana para o protagonismo de uma história que é quase sempre de prédios, tensões políticas e ordens judiciais.

Paula Mascarenhas percebeu logo no início do curso de Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero que a escrita e os trabalhos mais tradicionais na área não eram sua praia. Trabalhou na KRP Relações Públicas e na redação das revistas Wish Report e Wish Casa, mas foi na MTV que começou a explorar o ramo de produção cultural.

Atualmente é sócia de uma dos maiores plataformas digitais de música livre autoral brasileira, a Musicoteca, e coordena todos os projetos culturais da empresa, além de agenciar alguns músicos. Não se apeguem a esse lugar é mais uma das maneiras que encontrou para explorar as possibilidade de interlocução no meio digital.”

Mais conteúdo sobre:

HabitaçãoMoradiaSão Paulo