Frei Galvão, santo pra toda obra
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Frei Galvão, santo pra toda obra

DO FUNDO DO BAÚ

Edison Veiga

29 de maio de 2017 | 07h46

Foto: Evelson de Freitas/ Estadão

Faz dez anos que Antônio Sant’Anna Galvão (1739-1822), o Frei Galvão, foi canonizado pela Igreja Católica – tornando-se, assim, o primeiro santo brasileiro. O que poucos sabem é que os milagres do santo também abarcam a construção civil. Como conta o arquiteto e historiador Benedito Lima de Toledo no livro ‘Frei Galvão: Arquiteto’, o religioso atuou na construção do Mosteiro da Luz, assumindo o trabalho braçal ao lado de escravos cedidos por famílias nobres. Na obra, foi arquiteto, mestre de obras, servente e carpinteiro.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: