As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Francisco Américo Fontenelle, coronel reformado e ex-diretor de Trânsito

Edison Veiga

29 de junho de 2011 | 05h13

QUEM FOI?
FOTO: ARQUIVO/AE

O mais polêmico diretor de trânsito que São Paulo já teve ficou apenas 57 dias no cargo, em 1967. Entre suas medidas estava a ordem para que os funcionários do Departamento Estadual de Trânsito (DET) murchassem os pneus de quem estacionasse em local proibido. Em julho daquele ano, já afastado, foi a um programa de TV defender suas ideias. Durante o debate, excedeu-se e foi vítima de um enfarte. Morreu diante das câmeras. Tinha 46 anos.

Publicado originalmente na edição impressa do Estadão, coluna ‘Paulistices’, dia 30 de maio de 2011

Tem Twitter? Siga o blog

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.