Floresta de bolso, a receita
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Floresta de bolso, a receita

Seiscentas árvores foram plantadas neste domingo (31), no Parque Candido Portinari, vizinho ao Villa-Lobos

Edison Veiga

01 Agosto 2016 | 17h31

Foto: Divulgação

Foto: Dirceu Rodrigues/ Divulgação

1. Cada muda deve ser posicionada estrategicamente para ficar feliz na floresta, por isso é legal deixá-la onde está. Ferramentas à mão, é hora de Plantar.

2. Abra um berço para que o torrão e a sua muda caiba com bastante folga.

3. Despeje meio balde (ou 2 a 3 litros) de hidrogel no fundo do berço.

4. Coloque a muda no meio do berço e vá preenchendo com terra até que cubra todo o torrão.

5. Use suas mãos ou pés para compactar a terra e deixá-la um pouquinho abaixo do nível do solo para guardar a água da chuva.

6. Depois é só jogar a serrapilheira (matéria orgânica triturada) e regar!

Quem chegou ao Parque Candido Portinari na manhã de domingo (31), se deparou com essas instruções. Era o começo de uma Floresta de Bolso, projeto do botânico Ricardo Cardim. Ao longo do ensolarado dia, os voluntários plantaram 600 árvores de 90 espécies diferentes.

A ação contou com o apoio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente.