Exposição de presépios abre sala do Museu de Arte Sacra no Metrô
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Exposição de presépios abre sala do Museu de Arte Sacra no Metrô

Espaço, na Estação Tiradentes, será permanente - sempre com itens do acervo da instituição

Edison Veiga

10 Dezembro 2015 | 13h39

Foto: Hélvio Romero/ Estadão

Foto: Hélvio Romero/ Estadão


_____________________
Paulistices no Facebook: curta!
E também no Twitter: siga!
_____________________

Com 30 presépios da coleção do Museu de Arte Sacra, está aberta a sala dedicada a expor itens do acervo da instituição na Estação Tiradentes do Metrô. Iniciativa do Programa de Ação Cultural do Metrô, a ideia surgiu após o sucesso da instalação de um vitrine do museu no local, há dez anos – ficava sempre uma peça exposta, trocada periodicamente.

O acesso à sala é livre para os passageiros do Metrô.

Foto: Hélvio Romero/ Estadão

Foto: Hélvio Romero/ Estadão

“Com essa proposta inovadora, pretende-se romper barreiras ao proporcionar um novo canal de cultura, conhecimento e entretenimento para o público”, diz o texto de divulgação da novidade. “A nova galeria será uma verdadeira extensão do museu. Além de exposições de obras do acervo, renovadas periodicamente, abrigará exposições temporárias, inclusive de artistas contemporâneos, e oferecerá serviços de arte-educação ao público. Conquistará, consequentemente, novos apreciadores da arte.”

Foto: Hélvio Romero/ Estadão

Foto: Hélvio Romero/ Estadão

“A humanização do Metrô pela cultura e as artes, no seu sentido mais amplo, tem se confirmado como um rico instrumento de relacionamento com os usuários”, afirmou o secretário dos Transportes Metropolitanos de São Paulo, Clodoaldo Pelissioni. “Nos subterrâneos desta cidade, o acervo de mais de 90 obras já expostas ganha um novo e importante espaço com a criação da Sala Metrô Tiradentes.”

“Ao sair dos limites do Mosteiro da Luz, construído por Frei Galvão, e ocupar espaço tão significativo como uma estação do Metrô, o Museu de Arte Sacra de São Paulo dá mais um passo em direção a uma nova fase da instituição, na qual conceitos como democratização, diversificação de público e universalização do acesso à arte são postos em prática de maneira competente, respondendo aos legítimos anseios da população paulistana por novas formas de fruição artística”, analisou o secretário de Estado da Cultura, Marcelo Mattos Araújo.

Confira algumas das obras expostas:

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

20_ZIMBABUE_0075

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação