Década à frente
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Década à frente

Braga: de aviador a abade do São Bento

Edison Veiga

27 Dezembro 2016 | 19h34

Foto: Marcio Fernandes/ Estadão

Foto: Marcio Fernandes/ Estadão

Desde que se tornou abade – ou seja, o líder da comunidade monástica –, há dez anos, o religioso Matthias Tolentino Braga tem promovido uma série de modernizações no Mosteiro de São Bento, instituição tradicional, fundada em 1598 no centro de São Paulo. A biblioteca, com mais de 100 mil títulos, está em processo de informatização. A igreja, inaugurada em 1914, passa pelo maior processo de restauração de sua história. O brunch que ocorre em dois domingos por mês – criado sob sua gestão – tem filas de espera. A loja de pães da casa ganhou uma filial nos Jardins.

Braga assumiu o comando do mosteiro aos 41 anos, sendo o mais jovem abade da história da quatrocentona comunidade. Mineiro de Presidente Olegário, ele nasceu Euclides – o nome Matthias foi adotado quando ingressou na ordem beneditina. Antes de abraçar a vida religiosa, foi cadete aviador da Força Aérea Brasileira. Pilotava aviões e tornou-se paraquedista. Braga é engenheiro eletrônico formado pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), de São José dos Campos.