Colombianas só no nome
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Colombianas só no nome

Edison Veiga

30 de junho de 2014 | 14h23

Foto: Tiago Queiroz/ Estadão

Todos os dias, 3 mil buquês de flores são vendidos em São Paulo. Muitos deles trazem rosas colombianas como protagonistas da composição. Para homenagear a seleção colombiana, sensação deste Mundial e próxima adversária do Brasil, a seção Paulistices na Copa consultou o entreposto comercial do Ceagesp para saber de onde vem, afinal, as rosas colombianas vendidas aqui em São Paulo.

Bom, colombianas elas são só no nome. Nenhuma delas é trazida do país de Gabriel García Márquez. Em geral, elas são cultivadas em Holambra, a 120 quilômetros da capital, onde existem 240 produtores de flores – na maioria, descendentes de holandeses.

Ps.: Por falar em relações entre Colômbia e São Paulo, fizemos uma reportagem sobre a colônia colombiana que vive aqui. Neste link.

Notícias relacionadas

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.