As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Centro terá caminhada por acessibilidade

Edison Veiga

19 Outubro 2017 | 17h17

Foto: Evelson de Freitas/ Estadão

Está marcada para sábado (21), às 9h, com saída em frente ao novo Sesc (esquina da 24 de Maio com a Dom José de Barros) uma caminhada para identificar e registrar os problemas de acessibilidade no centro de São Paulo.

Eis a programação, de acordo com material enviado pelo grupo Hey Sampa:

“Diversas ações e experiências estão programadas pelos organizadores do evento e serão realizadas com o público presente durante o trajeto, que percorrerá as calçadas e calçadões daquela região da cidade:

– Registro em fotos e vídeos dos problemas que dificultam o ir e vir da população com segurança e funcionalidade como: buracos; desníveis; falta de rampas; pisos irregulares/trepidantes; falta de sinalização (incluindo piso tátil); ocupação irregular dos espaços com vendedores ambulantes, mesas e cadeiras; mobiliário urbano mal instalado; e acúmulo de lixo.

– Interação com a população para sensibilizar e informar sobre o papel de cada cidadão para garantir calçadas e calçadões acessíveis.

– Vivência das dificuldades pelos participantes sem deficiência, com uso de vendas e bengalas longas.

A organização da caminhada levará cartazes com informações sobre o que é acessibilidade, desenho universal e piso tátil em calçadas e praças, além de promover um diálogo com o Poder Público sobre manutenção, reforma e fiscalização das calçadas e calçadões do Centro Novo de São Paulo.

O Grupo Nascente do Canto, com alunos da Associação Laramara, vai tocar e cantar durante o evento a música ‘Marcha Acessível’ e, no final, outras músicas, na Praça Dom José Gaspar.

O Renova Centro 20/30 é uma iniciativa sem fins lucrativos de um grupo de pessoas que moram, mantém negócios, trabalham, estudam e/ou acessam os espaços culturais no Centro Novo de São Paulo (região que compreende o trecho inicial da Rua da Consolação, as Ruas Xavier de Toledo e Conselheiro Crispiniano, e as avenidas São João, Ipiranga e São Luís) para implementar um plano de desenvolvimento local diretamente relacionado com o Plano Diretor Estratégico da Cidade de São Paulo. O grupo busca trazer melhorias para a qualidade de vida da comunidade desse perímetro.

A caminhada é organizada pelo Renova Centro 20/30 e conta com o apoio de várias organizações: Ação da Cidadania – Centro; Apfel – Restaurante Vegetariano; Associação Comercial – Distrital Centro; Caminhada Noturna pelo Centro; Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência de São Paulo; FecomercioSP; Galeria do Rock; Hey Sampa; Instituto entre Rodas; Jornal Centro em Foco; Laramara – Associação Brasileira de Assistência à Pessoa com Deficiência Visual; Rede Social do Centro; Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência de São Paulo.”

Mais conteúdo sobre:

São PauloAcessibilidade