Cartas sonoras
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cartas sonoras

Edison Veiga

09 de janeiro de 2014 | 00h57

FOTO: FELIPE RAU/ ESTADÃO

A música está nos cardápios paulistanos. No Amadeus (R. Haddock Lobo, 807, 3061-2859), há a ‘Sinfonia de Camarões’, um menu degustação com cinco versões dos crustáceos. No Carmen di Granato, (R. Aspicuelta, 268, 2362-5817), a inspiração está até no nome – uma homenagem a Carmen Miranda (1909-1955) – e na decoração: cores fortes e estampas florais, com o jeitão da estrela do rádio.

O restaurante Suri (R. Mateus Grou, 488, 3034-1763) incorpora o clima tropical e festeiro a um de seus ceviches: ‘Macarena’ (lembra da música-chiclete dos anos 90?), que mescla peixe branco, camarão, polvo, coentro, pepino e manga.

E quanto aos drinques? A carta do Madeleine (R. Aspicuelta, 201, 2936-0616) inclui o ‘Amilton Godoy’ (músico do Zimbo Trio), o ‘Midnight Special’ (tradicional canção americana) e o ‘Cantaloup Island’ (jazz de Herbie Hancock). No SubAstor (R. Delfina, 163, 3815-1364), o homenageado é Adoniran Barbosa (1910-1982), com o ‘Barbosa Fizz’, que leva tequila, vermute doce, Campari, suco de grapefruit e espuma de colarinho de chope.

Publicado originalmente na edição impressa do Estadão, coluna ‘Paulistices’, dia 20 de dezembro de 2013

Tem Twitter? Siga o blog

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.