As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

As mais bacanas vistas de SP

Edison Veiga

19 Outubro 2011 | 17h13

Hoje, na rádio Estadão ESPN, conversamos sobre os pontos mais legais para ver a cidade do alto (sem precisar de helicóptero). Confira:

FOTO: PAULO LIEBERT/ AE
Pico do Jaraguá
O Pico do Jaraguá fica no Parque Estadual do Jaraguá, aberto diariamente, das 7h às 17h, de graça. Para chegar até lá, a saída é pelo km 18 da Rodovia Anhanguera. Aí são mais cerca de 11 quilômetros – bem sinalizados com placas que indicam o parque. É o ponto geográfico mais alto de São Paulo, com 1135 metros. E além de apreciar quase infinitos prédios e uma inconfundível camada de ar poluído que recobre a cidade como espesso véu, também há a atração natural: com vegetação remanescente de Mata Atlântica, o parque é refúgio de representantes da fauna e da flora brasileira. Com sorte, podem ser observados macacos, saguis, tucanos, bichos-preguiça e árvores como ipê-amarelo.

Terraço Itália
Quem não curte passeios naturebas também pode apreciar São Paulo de cima. Há endereços mais glamourizados que proporcionam panorâmicas da cidade. Por exemplo, o tradicional Terraço Itália, no centro. O restaurante ocupa o topo do Edifício Itália, na Avenida Ipiranga, erguido entre 1960 e 1965, com 42 andares e 160 metros de altura.

The View
Outra opção classuda é o The View. O bar-restaurante fica no 30º andar de um prédio da Alameda Santos. Para se ter uma ideia da altura, o elevador exclusivo que serve o ambiente – e, portanto, não faz “escalas” em outros andares – leva 45 segundos para vencer os 110 metros. De lá de cima, a paisagem, marcada pelos prédios da Avenida Paulista, é um convite aos mais cosmopolitas dos devaneios.

Prédio do Banespa
Esta é para quem não quer gastar nenhum centavo para apreciar São Paulo lá de cima. O melhor local é o Edifício Altino Arantes, no centro. O “prédio do Banespa”, como é conhecido, foi inaugurado em 1947 e é um dos mais emblemáticos arranha-céus paulistanos. Para subir ao topo de seus 160 metros, o acesso é livre de segunda a sexta, das 10h às 16h.