Árvores nobres
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Árvores nobres

Rainha da Inglaterra plantou, em visita a São Paulo, pinheiro japonês, sibipiruna e pau-ferro

Edison Veiga

05 de outubro de 2015 | 07h42

Foto: Werther Santana/ Estadão

Foto: Werther Santana/ Estadão


_____________________
Paulistices no Facebook: curta!
E também no Twitter: siga!
_____________________

Na única visita oficial que fez ao Brasil, em novembro de 1968, a rainha Elizabeth II plantou três árvores em São Paulo: um pinheiro japonês, uma sibipiruna e um pau-ferro. O gesto ocorreu no bairro do Ipiranga, em terreno que, na época, era jardim da fábrica Linhas Corrente – empresa de origem escocesa, daí a recepção à nobre britânica.

Mais de 45 anos depois, essa área é vizinha ao Pátio Oratório do monotrilho da Linha 15-Prata. Para preservar essa história – e, claro, a importância ambiental das árvores –, o Metrô alterou o projeto inicial dessa linha, com um desvio e um muro, justamente para manter as plantas.

As obras da Linha 15-Prata foram anunciadas pelo governo estadual em novembro de 2009, com contrato assinado no ano seguinte. Na época, a previsão de entrega total do trecho, da Vila Prudente à Cidade Tiradentes, era para o ano de 2012. Até o momento, das 18 estações originalmente previstas, apenas duas estão funcionando – Vila Prudente e Oratório, separadas por 2,9 quilômetros.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: