A SP que ficou no papel
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A SP que ficou no papel

Edison Veiga

24 de setembro de 2013 | 00h14

DO FUNDO DO BAÚ

IMAGEM: REPRODUÇÃO

Projeto do escritório de arquitetura Vigliecca & Associados, a modernização do Ginásio do Ibirapuera foi prevista em 2003 mas acabou nunca saindo do papel. Em uma cidade com tantas demandas como São Paulo, este é um enredo comum. O portal Arq!Bacana pediu para que 40 escritórios de arquitetura paulistanos tirassem esse material das gavetas para a exposição ‘A Boa Arquitetura que São Paulo Perdeu’. Uma oportunidade interessante para repensar a cidade que temos – e se perguntar sobre a cidade que não temos.

Instituto Tomie Ohtake. Av. Brig. Faria Lima, 201, Pinheiros, 2245-1900. 5ª (26) a dom. (29), 11h/20h. Grátis.

Publicado originalmente na edição impressa do Estadão, coluna ‘Paulistices’, dia 20 de setembro de 2013

Tem Twitter? Siga o blog