A rodoviária-cidade
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A rodoviária-cidade

O movimentado Terminal Tietê

Edison Veiga

01 Agosto 2016 | 02h00

Foto: Daniel Teixeira/ Estadão

Foto: Daniel Teixeira/ Estadão

Tudo é gigante na maior rodoviária da América Latina. Inaugurado em maio de 1982, o Terminal Rodoviário Governador Carvalho Pinto, mais conhecido como Terminal Tietê, mede 120 mil metros quadrados. Por ali passam, diariamente, mais de 90 mil pessoas. São 3 mil ônibus utilizando suas 90 plataformas todos os dias – indo e vindo de 1.110 cidades em 23 Estados do Brasil e de outros cinco países sul-americanos (Argentina, Chile, Paraguai, Uruguai e Peru).

Para atender a esse verdadeiro fluxo migratório – 90 mil pessoas é o tamanho da população de uma cidade como Avaré, no interior paulista –, a rodoviária conta com um esquadrão de quase 2 mil trabalhadores.

Na praça interna que serve de espera, abraços, encontros e despedidas, e muito consumo: por dia, são 10 mil xícaras de café, 6 mil garrafinhas d’água, 10 mil pães de queijo, 3 mil litros de refrigerante e 1,5 mil litros de cerveja. Nos banheiros, são 33,6 mil metros de papel higiênico, 45 mil folhas de papel-toalha e 40 litros de sabonete líquido.