As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A poesia concreta que ganha as ruas de SP

Edison Veiga

14 Novembro 2011 | 00h01

BALADA LITERÁRIA
FOTO: DIVULGAÇÃO
A poesia concreta de Augusto de Campos vai ganhar, nesta semana, plataforma ideal – o concreto das ruas de São Paulo. Isto porque o poeta é o homenageado da 6ª edição da Balada Literária e inspirou a dupla de artistas Daniel Scandurra e Gabriel Kerhart a fazer intervenções em diversos pontos da cidade.

Trata-se do projeto Augus8o, filmletra, em que poemas de Augusto serão espalhados por São Paulo – de relógios de ruas nas avenidas Brasil, Rebouças, Ipiranga e São João (como na imagem acima) a postes e faixas de pedestres.

Também haverá exposição de Scandurra e Kerhart no Instituto Goethe e na Biblioteca Alceu de Amoroso Lima, ambos em Pinheiros. A fachada da biblioteca, aliás, deve integrar a intervenção-homenagem ao poeta: será decorada com uma fusão dos poemas Cidade, de Augusto de Campos, com Velocidade, de Ronaldo Azeredo.

Com extensa programação gratuita, a Balada Literária acontece da próxima quarta a domingo, em diversos endereços da Vila Madalena e Avenida Paulista. A programação completa pode ser conferida aqui.