A artista e o modelo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A artista e o modelo

Edison Veiga

09 de julho de 2013 | 14h45

DO FUNDO DO BAÚ

FOTO: ISADORA PAMPLONA/ ESTADÃO

Quando a Revolução de 32 acabou, a escultora Adriana Janacópulos (1897-1978) recebeu a encomenda de três monumentos para a Universidade de São Paulo. Em homenagem aos estudantes mortos nos embates, um ficaria na Faculdade de Direito do Largo São Francisco, outro na de Medicina e outro na Escola Politécnica. Todos foram entregues em 1935. A artista contou com a ajuda de um improvável modelo para esculpir o estudante morto: o jornalista e político Carlos Lacerda (1914-1977), então militante comunista e inimigo do presidente Getúlio Vargas (1882- 1954). “Ele gostava de dizer que nunca havia cursado a ‘Velha Academia de Direito’, a São Francisco, mas que estava lá dentro, disfarçado”, conta o historiador Paulo Rezzutti, membro titular do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo.

Publicado originalmente na edição impressa do Estadão, coluna ‘Paulistices’, dia 5 de julho de 2013

Tem Twitter? Siga o blog