Túneis e pontes de SP vão ganhar verniz anti-pichação
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Túneis e pontes de SP vão ganhar verniz anti-pichação

Diego Zanchetta

13 de outubro de 2014 | 12h18

A Prefeitura de São Paulo abriu licitação de R$ 70 milhões para a recuperação das pontes, túneis, viadutos e passarelas da capital, incluindo a aplicação de um verniz anti-pichação em mais de 90 estruturas. As obras também incluem a reforma das calçadas de viadutos, pontes e pontilhões e a instalação de gradil na parte reservada aos pedestres.

O investimento na zeladoria tenta amenizar uma das principais críticas do paulistano e de turistas à cidade e ao próprio governo, detectada pela gestão do prefeito Fernando Haddad (PT): a sujeira e a má conservação de pontes, túneis e passarelas.

A intervenção também deve fazer sumir as pichações tão características desde o início dos anos 1980 nas pontes, passarelas, túneis e viadutos paulistanos. O verniz anti-pichação dificulta a impregnação de qualquer tipo de tinta e facilita a remoção até com o uso de água – o produto já foi aplicado em 2012 nos principais monumentos da cidade.

Por outro lado, o governo tem autorizado exceções na Lei Cidade Limpa para a pintura de murais de grafites no viário urbano. Já os grafiteiros sem autorização do governo e que costumam usar pilastras de pontes e passarelas também vão ter o trabalho agora limitado pelo verniz anti-pichação.

 

Funcionários da Prefeitura removem com água tinta de monumento que tem verniz anti-pichação: produto será aplicado agora nas pontes, túneis e viadutos

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

HaddadpichaçõesSão Paulotúneis

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.