Prefeitura de SP vai criar ciclovias nas pontes das marginais
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Prefeitura de SP vai criar ciclovias nas pontes das marginais

Diego Zanchetta

22 Setembro 2014 | 11h35

COM RAFAEL ITALIANI

A gestão do prefeito Fernando Haddad (PT) vai iniciar a criação de ciclovias em viadutos e pontes das marginais do Pinheiros e do Tietê. O programa de travessias das bicicletas será apresentado nesta semana pelo secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto (PT), à imprensa. Segundo Tatto, o projeto-piloto será implementado na Ponte da Casa Verde, na zona norte de São Paulo.

“Vamos fazer um piloto na Ponte da Casa Verde. Vamos levantar o piso para pedestre, melhorar a sinalização e colocar o pisca-pisca. As alças da ponte são um problema sério”, afirmou Tatto hoje pela manhã, ao chegar à Prefeitura de bicicleta, após pedalar cerca de 7 quilômetros entre sua casa, na Vila Mariana, na zona sul, e o Edifício Matarazzo, sede da Prefeitura no centro. No Dia Mundial Sem Carro, Haddad também foi de bicicleta de seu prédio, no Paraíso, na zona oeste, até a Prefeitura.

O governo também pretende construir passarelas para ciclistas sobre os dois rios que cortam a capital paulista. “Nós vamos apresentar um plano de cruzamento das pontes. Não é só a ciclopassarela. O estudo já esta pronto e o que está faltando agora é o projeto de onde precisa se construir as ciclopassarelas”, acrescentou Tatto.

Um plano viário que pudesse facilitar a travessia de bicicletas nas marginais é demanda antiga dos cicloativistas. Para Daniel Guth, diretor da Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo (Ciclocidade), “os viadutos são um dos principais gargalos de mobilidade na cidade de São Paulo”, afirmou. Ele disse que viadutos hoje muito utilizados por ciclistas, e ainda sem sinalização para as bikes, são o João Dias e a Ponte do Socorro, ambos na zona sul, e Júlio de Mesquita, na Freguesia do Ó, na zona norte.

 

Ciclistas comemoram hoje pela manhã, em passeio pela zona sul, o Dia Mundial Sem Carro

 

 

Mais conteúdo sobre:

cicloviasHaddadPrefeitura de SPTatto