Frota de 12 mil veículos da Prefeitura de SP será monitorada por GPS
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Frota de 12 mil veículos da Prefeitura de SP será monitorada por GPS

Diego Zanchetta

24 Abril 2013 | 13h18

O prefeito Fernando Haddad (PT) sancionou hoje projeto de lei que obriga todas as secretarias e autarquias a implementarem o monitoramento por satélite, via GPS, nos 12 mil veículos das frotas que prestam serviços de zeladoria ao governo municipal.

Da kombi que faz atendimento a moradores de rua no centro ao caminhão de asfalto que circula na periferia, todos os carros terão suas rotas controladas. A medida, segundo apurou a reportagem, visa principalmente evitar a influência de vereadores sobre obras feitas pelas 31 subprefeituras.

Hoje é comum vereadores terem influência sobre a coordenadoria de obras das subprefeituras, onde costumam pedir favores dos mais variados – do recapeamento na rua de um cabo eleitoral à retirada de entulho da obra particular de um amigo.

O governo tem prazo de 12 meses para finalizar a criação do sistema. O autor da proposta é o vereador Floriano Pesaro, líder do PSDB no Legislativo.

“Eu fui secretário de Assistência Social (2005 a 2008) e sei o quanto o gestor sofre com o descontrole da frota. Nós tínhamos 50 kombis e muitas vezes não conseguia um único carro para fazer atendimento emergencial no centro”, argumenta o tucano.

Pesaro diz que o agrado de Haddad não vai arrefecer sua oposição ao governo petista. Ele garante que vai tentar obstruir hoje à tarde a votação da reforma administrativa enviada ontem ao Legislativo e que cria 348 novos cargos na administração.

“É um descalabro, o governo reduz a exigência de especialização para cargos de chefia, para facilitar a nomeação de aliados”, ataca. “Vou pedir vistas ao projeto hoje na reunião na CCJ.”

Caminhão de subprefeitura na zona sul: frota será vigiada para reduzir controle de vereadores sobre obras

Mais conteúdo sobre:

GPSHaddadsubprefeitura