Haddad recebe 10 terrenos do INSS para transformar em moradia popular
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Haddad recebe 10 terrenos do INSS para transformar em moradia popular

Geraldo Alckmin (PSDB) e Haddad pretendem usar esses terrenos para dar início à produção de até 20 mil unidades habitacionais na região central da cidade. O governo municipal apoiará o projeto com cerca de R$ 400 milhões, dos quais R$ 300 milhões são de um fundo municipal que recebe recursos de contrapartida da Sabesp, concessionária do abastecimento da capital paulista.

Diego Zanchetta

18 Setembro 2014 | 12h34

Em meio à crescente tensão entre movimentos de moradia e os governos estadual e municipal, o prefeito Fernando Haddad (PT) enviou projeto à Câmara Municipal pedindo autorização para receber 10 terrenos do INSS avaliados em R$ 106,5 milhões. O pagamento do órgão do governo federal faz parte de uma dívida com o município. Os prédios serão reformados e transformados em habitação popular por meio de uma Parceria Público Privada (PPP) entre a Prefeitura e o governo estadual.

Geraldo Alckmin (PSDB) e Haddad pretendem usar esses terrenos para dar início à produção de até 20 mil unidades habitacionais na região central da cidade. O governo municipal apoiará o projeto com cerca de R$ 400 milhões, dos quais R$ 300 milhões são de um fundo municipal que recebe recursos de contrapartida da Sabesp, concessionária do abastecimento da capital paulista.

O problema é que Haddad e Alckmin vão ter que arrumar uma solução para desocupar esses prédios. Dois deles já estão ocupados pela Frente de Luta por Moradia (FLM) no centro: um na Rua José Bonifácio e outro na Avenida 9 de Julho.

A FLM é a entidade responsável pela ocupação da Avenida São João onde houve confrontos na terça-feira entre sem-teto e a Tropa de Choque. Cerca de 80 pessoas foram detidas e pelo menos 10 ficaram feridas. Para reformar esses dois prédios invadidos e transformá-los em moradia popular, Prefeitura e Estado também vão precisar pedir a reintegração de posse desses edifícios.

Outros três terrenos doados pelo governo federal à Prefeitura ficam na região de Heliópolis, na região onde está a maior favela de São Paulo, com cerca de 200 mil moradores.

Segue link para texto do projeto que pede autorização dos vereadores para incorporar os terrenos do INSS ao patrimônio da Prefeitura.

http://bit.ly/1uWVAaY

O ENDEREÇO DOS TERRENOS

1- Rua José Bonifácio, 237
2- Rua General Rondon, 52/58
3- Rua General Rondon, 82
4- Rua Almirante Marques Leão, 202
5- Rua Piauí, 527
6- Av. 9 de Julho, 584
7- Av. Almirante Delamare, 2867
8- Av. Almirante Delamare, 2911
9- Av. Almirante Delamare, 2925
10- Av. Carioca, esquina com Rua Maciel Parente

 

 

 

Prédio na Rua José Bonifácio, no centro, doado pelo INSS à Prefeitura: governo municipal vai ter de fazer reintegração para transformá-lo em moradia popular

Mais conteúdo sobre:

AlckminHaddadPPPsem-teto