Haddad libera R$ 88 milhões para construir 19 creches
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Haddad libera R$ 88 milhões para construir 19 creches

Mas, passados quase 1 e 9 meses da gestão petista, das 243 creches prometidas no Plano de Metas de Haddad apenas 63 têm previsão de início de obras neste ano - ou 25% da meta prometida nas eleições de 2012, quando Haddad disse que criaria 150 mil novas vagas no ensino infantil até o final de 2016.

Diego Zanchetta

02 Setembro 2014 | 12h55

A gestão do prefeito Fernando Haddad (PT) abriu hoje licitação para a construção de 19 creches em bairros da periferia de São Paulo. O custo estimado das obras é de R$ 88,3 milhões. Em junho o governo municipal havia aberto a primeira licitação, em 18 meses de governo, para obras de 43 centros de educação infantil, para crianças de zero a quatro anos.

Mas, passados quase 1 e 9 meses da gestão petista, das 243 creches prometidas no Plano de Metas de Haddad apenas 63 têm previsão de início de obras neste ano – ou 25% da meta prometida nas eleições de 2012, quando Haddad disse que criaria 150 mil novas vagas no ensino infantil até o final de 2016.

O edital do segundo lote de obras, publicado hoje na internet, integra um pacote de 172 creches que serão construídas em parceria com o Ministério da Educação e o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A promessa de Haddad é zerar a fila do ensino infantil recebida em dezembro da gestão anterior, do ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD).

A pressa do governo em acelerar as obras das creches também visa atender a determinação judicial feita no final do ano passado. A Justiça condenou a Prefeitura a criar 150 mil vagas em educação infantil, sendo 105 mil apenas em creche (para crianças de até 3 anos), até o final de 2016.

No primeiro ano da gestão Haddad, em 2013, a fila por vaga em creche foi maior do que a registrada no fim do ano anterior. Em dezembro de 2012, 96,6 mil crianças esperavam por uma vaga em creche na cidade – ante 93,8 mil de dezembro de 2013. A rede municipal fechou o ano passado com 214,4 mil matrículas, apenas 366 crianças a mais do que havia em dezembro de 2012.

 

Fila de pais e mães em busca de vaga por creche: governo petista vai iniciar, até o final do segundo ano de gestão, obras de apenas 63 das 243 creches prometidas na campanha de 2012