Fechado desde 2012, Clube de Regatas Tietê recebe obras e vai virar parque
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Fechado desde 2012, Clube de Regatas Tietê recebe obras e vai virar parque

Diego Zanchetta

13 Fevereiro 2014 | 11h31

COLABOROU FÁBIO LEITE

Após ser desapropriado pela Prefeitura no final de 2012 e permanecer abandonado, o Clube de Regatas Tietê está em reforma para virar centro desportivo aberto ao público. “Até o final do primeiro semestre nós vamos abrir as portas do clube para a população, isso é uma meta do prefeito”, afirmou ao blog o secretário municipal de Esportes, Celso Jatene.

Inaugurado em 1907, o clube de 50 mil m² tem um parque aquático de 5 piscinas, 7 quadras de tênis, ginásios, campos de futebol e pistas de atletismo. Na gestão do prefeito Gilberto Kassab (PSD), o projeto era transformar o local em um centro olímpico para atletas de alto rendimento. Agora a meta é transformar o local em um parque municipal com estrutura de clube, aberto a qualquer pessoa.

As obras devem durar pelo menos até o final de junho e têm custo estimado em cerca de R$ 18 milhões. As piscinas do clube estão com os pisos quebrados e precisam ser reformadas, assim como as quadras.

“O Celso (Jatene) vai abrir este ano, finalmente, o antigo clube Tietê à comunidade. Estamos fazendo uma grande reforma lá para virar um parque para as pessoas poderem curtir o Tietê”, disse o prefeito Fernando Haddad (PT).

Entrada do Clube de Regatas Tietê, na zona norte: obras começaram no início da semana. Foto: Daniel Teixeira/Estadão

 

Mais conteúdo sobre:

Clube de Regatas TietêHaddad