CET vai guinchar carro de local proibido em 10 minutos
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

CET vai guinchar carro de local proibido em 10 minutos

Diego Zanchetta

30 Janeiro 2014 | 18h22

COM CAIO DO VALLE

A partir de junho, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) vai guinchar em 10 minutos carros estacionados em locais proibidos nas ruas de São Paulo. O novo contrato para a prestação de serviços de remoção vai custar R$ 100,8 milhões e prevê 50 caminhonetes com guinchos a serviço da CET – hoje são 31 guinchos, com média mensal de 2.800 carros retirados por mês.

A CET quer dobrar essa média com o novo contrato – a consulta pública foi aberta hoje. A empresa de guincho vai ter o prazo máximo de 10 minutos para remover o veículo após ser acionada pelos agentes da Prefeitura ou pela PM. Hoje, a partir da autuação do fiscal, o guinchamento demora até duas horas para ser finalizado.

Serão também montados três pátios para a retenção dos carros na capital. Em 2013, foram guinchados e apreendidos 33.780 veículos, dos quais 25.346 foram motocicletas. A maior parte estava em vagas reservadas para idosos e deficientes ou sem cartão de zona azul.

O número de carros apreendidos deve ser bem maior neste ano. A gestão do prefeito Fernando Haddad (PT) quer impor um regime de “tolerância zero” com carros parados em locais proibidos, como afirmou o secretário de Transportes, Jilmar Tatto (PT).

A CET também vai aumentar a disponibilidade de guinchos nas blitze da lei seca realizadas principalmente aos finais de semana na capital.

Pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), motoristas que estacionam irregularmente cometem infração leve, com multa de R$ 53,20 e três pontos na carteira de habilitação, além de estarem sujeitos a ter o carro guinchado.

 

Carro estacionado em local proibido: a partir de junho, remoção vai ocorrer em 10 minutos a partir da autuação do agente da CET

 

Mais conteúdo sobre:

CETguinchoHaddad