Câmara livra 50 mil PMs, guardas e delegados do rodízio de veículos
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Câmara livra 50 mil PMs, guardas e delegados do rodízio de veículos

Diego Zanchetta

23 Abril 2013 | 19h43

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou agora pouco, por volta das 19h20, projeto de lei do vereador e coronel da reserva da PM Álvaro Camilo (PSD) que isenta os profissionais da segurança pública (guardas, policiais militares, delegados, carcereiros, etc) do rodízio municipal de veículos, em vigor desde 1997. O projeto foi aprovado em primeira discussão, por votação simbólica, e não teve obstrução. Cerca de 50 mil pessoas devem ser beneficiadas com a isenção.

Na mesma sessão, os vereadores aprovaram, em votação única, a criação da “Frente Parlamentar Cristã em Defesa da Família”, que reúne 15 dos 55 parlamentares com reduto eleitoral entre os evangélicos. O bloco pretende atuar em conjunto para defender a extensão do alvará provisório, concedido ao comércio pelo período de 4 anos, aos templos religiosos.

Também foi aprovado o projeto, em nome do vereador Jair Tatto (PT), que cria o Bilhete Único Mensal na capital, uma das promessas de campanha do prefeito Fernando Haddad (PT). O vereador petista, que está no primeiro mandato, é irmão do secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto.