As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Uma lasanha inesquecível

Pablo Pereira

04 Março 2011 | 13h19

Comer bem é uma das marcas de São Paulo há muito tempo. Há na cidade pelo menos 12.500 restaurantes, segundo levantamento do Estado, publicado em janeiro. Pode-se comer bem também em bares – e eles somam 15 mil. Portanto, de mesa o paulistano entende. Há aí os mais caros, claro, até extorsivos, os da moda, com sua comida de grife, seus chefs famosos, e os mais em conta e os botecos. Comida boa para todos os bolsos.

O caderno Paladar é referência nessa área e tem lá os melhores pratos e perfis desses cozinheiros top da cidade mostrando maravilhas irresistíveis para especialistas ou curiosos (como eu).

Mas, pessoal, outro dia comi uma lasanha inesquecível. Massa levinha, recheio com sal no ponto, bem cortada, molho suculento, quente, e com aroma de dar água na boca. Mas foi bem longe daqui, num lugar chamado Eataly, em Nova York – que, aliás, tem recebido bastantes turistas brasileiros.

É um novo mercado de produtos italianos – e também americanos – tipo mercado público, com restaurantes (carnes, peixes, pizzas e massas), padaria, cervejaria, sorveteria – e outras “ias” maravilhosas. Fica na 5ª Avenida, 200, com 23rd Street.

Nova York se orgulha de servir bem, tem 24 mil restaurantes, com raridades sofisticadíssimas. Mas nesse mercado, um charmoso andar térreo, com mezanino, não é preciso esbanjamento. O lugar é uma associação do famoso chef Mario Batali com os empresários Oscar Farinetti, Lidia Bastianich e Joe Bastianich, todos cobras-criadas no assunto.

Você caminha na direção das mesas por entre prateleiras de pães e produtos frescos – ou empacotados -, coisa de dar dó de não comprar. Depois da lasanha, acompanhada por um tinto, tomei o digestivo na saída, no quiosque do Caffe Vergnano. Tudo simples, mas prazeroso. Confira o

Documento

.

.

Mais conteúdo sobre:

lazanhaMario Batalirestaurantes