As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Um tapuia paulistano quer vaga no Senado

Carlos Alberto dos Santos, 50 anos, que tem o nome indígena de Kaká Werá, concorre pelo PV

Pablo Pereira

17 Julho 2014 | 17h37

Ele é filho de  índios tapuia, foi criado entre os guarani de Parelheiros, zona sul de São Paulo,  e hoje é candidato ao Senado pelo Partido Verde (PV). Carlos  Alberto dos Santos, 50 anos, que tem o nome indígena de Kaká Werá, herdado do povo que o acolheu como irmão na periferia de São Paulo, é antropólogo.

Kaká Werá trabalhou com o educador Paulo Freire, quando o velho professor foi secretário de Educação do município, em 1989, no governo de Luiza Erundina (PSB), eleita em 1988 pelo PT. Ele trabalhou também na Secretaria da Cultura, à época dirigida por Marilena Chauí.

Índio paulistano nato, ele quer uma vaga no Senado, concorrendo na chapa do PV, que tem Eduardo Jorge como candidato à Presidência da República e Gilberto Natalini (governador).

.

Mais conteúdo sobre:

eleiçãoíndioSão Paulo