Taxas e pedágios, mania antiga
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Taxas e pedágios, mania antiga

Pablo Pereira

05 Março 2010 | 12h31

 Volta e meia vem à tona, em geral em ano eleitoral, o debate sobre a cobrança de taxas em São Paulo. Cobranças impostas, por exemplo, para a circulação na cidade, como os pedágios. Essa prática do poder público é antiga. E as reações a ela tampouco são novidade. Já em 1896 se protestava em São Paulo contra o pagamento de pedágio à companhia construtora Ferrocarril, que explorava a passagem sobre o Anhangabaú, inaugurada em 1892. Documento com 1.500 assinaturas foi encaminhado, em maio de 1896, à Câmara exigindo o fim do pedágio no Viaduto do Chá.

  Protesto contra pedágio no Viad. do Chá222

Para ajudar no entendimento, reproduzo texto a partir do original publicado no livro São Paulo Onde Está a Sua História, editado pelo Masp, com apresentação de Pietro Maria Bardi:

“Representação

Os abaixo assinados moradores nesta capital servidos pelo Viaducto do Chá vêm, por meio desta representação, solicitar da Ilustrissima Câmara Municipal, o livre franqueamento ao publico d’aquella unica passagem nivellada que dá ingresso para o centro commercial da cidade, por ser o pedagio ali exigido um (…) vexame para toda população e ao progresso paulista.

S.Paulo 29 de maio de 1896”

(seguem as assinaturas)

Mais conteúdo sobre:

pedágioSão PauloViaduto do Chá