As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

SP de Debret e Castro Alves em animação de cinema na TV

Pablo Pereira

11 de maio de 2010 | 09h00

Assisti, no último domingo, 9, à noite, ao filme Sete Voltas, da TV Cultura, que conta histórias de bairros de São Paulo. É uma criativa forma de falar sobre o passado da cidade. Leve, bem-humorada, a primeira parte do filme usa animação de obras importantes na memória paulistana, como telas de Debret, e outros artistas, mais fotografias de Militão de Azevedo.

 O Tamanduateí de então serpenteava pela baixada na qual se construiu o que hoje é o Parque Dom Pedro 2º. Um dia, a cidade decidiu enquadrar o rio, e o canalizou. Virou aquilo que existe lá na Avenida do Estado- onde, de vez em quanto, caem um carro e seu motorista desastrado.

O filme exibido pela Cultura é uma sequência de sete crônicas que mostram o lugar desde os relatos de jesuítas até o depoimento de moradores contemporâneos da região, como um sem-casa que se abriga por lá, e o jornalista Heródoto Barbeiro, que foi criança naquela paisagem.

Interessante também a animação de episódio, do qual já tratei aqui: o calcanhar de Castro Alves. O poeta costumava caçar nos charcos da Várzea do Carmo e arredores. O filme recria a cena na qual o escritor,  acidentalmente, deu um tiro no pé.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: