As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Reler, relembrar, viver com prazer

Pablo Pereira

18 de maio de 2010 | 17h16

Outro dia, alguém lembrou que José Mindlin dizia que reler era um prazer, melhor até do que ler. É uma verdade. Fui reler o livro “Às Margens do Sena”, do grande jornalista Reali Jr. Não lembrava que Reali dava até a receita original do sanduíche mais famoso da cidade, o bauru. Aparece lá, na pág. 65, quando Reali conta que conheceu o inventor do bauru, o radialista Casimiro Pinto Neto (1914-1983). Reler é mesmo um prazer. E reler a vida de Reali é uma maravilha.

Tudo o que sabemos sobre:

bauruCasimiroreali

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: