As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O mundo queimando

Pablo Pereira

12 de agosto de 2021 | 14h25

São impressionantes as sequências de imagens do fogo lambendo tudo que acha pela frente na Colúmbia Britânica, no Canadá, como mostram reportagens do National Observer ou  do The New York Times. A região virou um inferno. Animais torrados, pessoas estão morrendo, casas, carros, tudo queimando. O ar, irrespirável. A mesma coisa ocorre mais ao sul, na Califórnia (EUA). E na Turquia e Grécia (Europa), na Argélia (África), onde vídeos mostram a calamidade que sufoca aquelas regiões.

Ah, mas isso é coisa lá do mundo deles, problema de quem mora naquelas áreas nas quais o verão tem sido muito forte, com temperaturas altíssimas. Errado. O Brasil também queima – há meses. É só dar uma olhadinha no site da Unisinos, universidade que criou um observatório, chamado o “O dia do fogo”, para acompanhar o fogaréu na Amazônia brasileira.

Ou nos alertas de ONGs como o ISA (Instituto Socioambiental) e o Greenpeace.

Ou, ainda, no detalhado material do Inpe, atualizado diariamente, com informações sobre a devastação dos incêndios que agora atingem a região do cerrado. E notem que nem chegamos ainda a setembro, época na qual o clima seco costuma apresentar aumento no risco de

Documento

.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.