As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Marginal está cheia de “lesmas” na faixa de ultrapassagem

Pablo Pereira

09 de setembro de 2015 | 14h07

Rodar pela Marginal do Tietê a 50 km/h, na pista local, e a 70 km/h, na faixa expressa, pode parecer uma perda de tempo para o motorista de uma cidade estressada, acostumado a querer andar rápido. Mas há uma sensação muito compensadora, além da (positiva) informação da Prefeitura de que os números mostram queda nos acidentes, principalmente nas mortes por atropelamento.

É a sensação de que não se tem mais aqueles pontos de paradas irritantes, as longas filas nos retões, que são livres dos sinais de trânsito mas que viviam atrolhados de caminhões e pontos de engarrafamento. Hoje, quem entra naquelas vias roda mais devagar, claro, mas sem ter de enfrentar o terrível arranca e para. O tráfego flui.

O  problema que apareceu nesse novo esquema, na verdade, é outro. São aqueles motoristas que andam na faixa da esquerda, a faixa da ultrapassagem, em  velocidade mais baixa do que a autorizada, como se fossem os fiscais do boi no pasto. E ficam lá, como lesmas sobre pneus, impedindo a passagem, donos da cocada preta. Sem poder correr, negam-se a andar à direita e “vingam-se” dos outros ocupando espaço da ultrapassagem, bloqueando os demais.