As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Em carta a Dilma, Repórteres Sem Fronteiras denunciam assassinatos de jornalistas

Pablo Pereira

01 Junho 2015 | 13h26

A entidade internacional Repórteres Sem Fronteiras (RSF) denuncia neste 1º de junho a violência contra jornalistas no Brasil. Em carta aberta à presidente Dilma Rousseff, RSF pede providências urgentes e aponta que “o Brasil é o terceiro país mais mortíferos da América Latina para os jornalistas, só atrás de México e de Honduras, com 38 jornalistas assassinados entre 2000 e 2014″. Neste ano de 2015, mais três mortes. A entidade lembra que o caso mais recente ocorreu na Bahia, em Conceição da Feira, cidade de 20 mil habitantes, vizinha de Feira de Santana. “Djalma Santos da Conceição, radialista na RCA FM, foi raptado e abatido a 22 de maio. O seu corpo apresenta marcas de tortura”, diz a nota da entidade.