As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

É preciso saber viver, ensina o Rei

Pablo Pereira

27 Dezembro 2010 | 12h51

Um amigo que veio morar em São Paulo há muitos anos costumava brincar, quando elogiávamos a cidade em rodas de bar, que não se podia fazer isso diante dos paulistanos da gema – para não lhes dar o gostinho da glória. Na presença deles, nos divertíamos reclamando do trânsito e do antigo hábito de gastar a manhã de domingo lavando o carro na frente da garagem. Mas era só o nativo cair fora, São Paulo virava o que realmente é, uma boa cidade para viver!

Nos últimos dias, uma outra cidade, que andava com a estima lá no chão, o Rio, retoma seu brilho, apesar dos pesares. Depois de dias de tanques nas ruas, do combate feroz ao tráfico, os cariocas anseiam por um final de ano renovado, na paz das ondas.

“É preciso saber viver”, costuma cantar Roberto Carlos, que na noite de sábado, dia do Natal, encheu de gente as areias de Copacabana, em show que de São Paulo se viu pela TV. O eco da música do Rei e presença da graça de Paula Fernandes são parte de um esforço para que o bom da vida prevaleça sobre o cenário difícil das favelas – e que se abra por aí uma saída para a reversão das dificuldades daqueles brasileiros.

Outro dia, a New York Magazine também brincou com sua cidade, como costuma fazer nos finais de ano. Com humor fino, a revista publicou “59 motivos para amar Nova York”. Uma divertida visão do modo de vida deles, abalados há dois anos por uma crise econômica. Só brinca consigo mesmo quem tem alma leve, espírito alegre, confiança. É preciso amar seu espaço para ver nele a beleza existente, as facilidades que proporciona, o bem que faz crescer.

Meu amigo, que se considera um paulistano, como milhões de viventes que para cá migraram, também deve ter mais de 50 motivos para gostar de sua cidade. Não obstante toda a carga de injustiças e imperfeições que por aí persistem, há sim, para curtir, uma São Paulo muito legal, mano!

E podem, sim, contar aos “da gema”!

Mais conteúdo sobre:

Nova IorqueRioSão Paulo