As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Agostini, cem anos de morte do traço

Pablo Pereira

02 de maio de 2010 | 01h13

Um dos principais cronistas da velha São Paulo da garoa recebe homenagem aos cem anos de sua morte. É Angelo Agostini (1843-1910), caricaturista de jornais como Diabo Coxo (1865) e O Cabrião (1866), além de outras publicações. Na quarta-feira, o Centro de Integração Empresa Escola (CIEE) promove encontro sobre a obra do artista, que deixou rica produção sobre o modo de vida de sua época.

(texto publicado em O Estado de S.Paulo)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.