As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A proposta de Petro e a TEC do Mercosul

Pablo Pereira

20 de junho de 2022 | 13h19

No contexto da proposta de união latino-americana, destacada ontem à noite no discurso de Gustavo Petro, presidente eleito da Colômbia, que toma posse em agosto e quer debater o comércio internacional com os vizinhos, a discussão sobre a Tarifa Externa Comum (TEC) do Mercosul pode voltar a ganhar relevância. A perspectiva já vinha sendo observada com lupa desde fevereiro/março, impulsionada pela guerra da Rússia na Ucrânia.

Uma boa oportunidade para conhecer em detalhes essa realidade no continente, importante para a indústria brasileira, está descrita por analistas e diplomatas no debate sobre o tema feito no Irice (Instituto de Relações Internacionais e Comércio Exterior) na sexta-feira, dia 17.

Lá estiveram o embaixador Michel Arslanian Neto, diretor do Departamento do Mercosul do Ministério das Relações Exteriores; Pedro da Motta Veiga, diretor do Centro de Estudos de Integração e Desenvolvimento; Tatiana Prazeres, diretora de Relações Internacionais da Fiesp; e o próprio presidente do Irice, embaixador Rubens Barbosa.

O webinar, que teve mediação de Barbosa, foi divulgado hoje, dia 20. A gravação, publicada no Youtube, tem mais de uma hora de duração e esmiúça pontos que vão de comércio internacional e cooperação econômica no bloco à discussão sobre a revisão de tarifas, a TEC. Para ver a gravação clique aqui.

Tudo o que sabemos sobre:

MercosulColômbiaIRICEComércio exterior

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.