A luta das pessoas com deficiências em tempos de isolamento social pela covid-19
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A luta das pessoas com deficiências em tempos de isolamento social pela covid-19

Pablo Pereira

29 de março de 2020 | 20h44

A covid-19, que assola o mundo e causa afastamento social e quarentenas no País, como tentativa de redução no contágio, afeta os mais variados grupos e provoca alterações importantes no convívio das pessoas. Um desses grupos sociais que enfrenta a crise em situação especial é o das pessoas com deficiências. Vejam exemplos, como o da deficiente visual Marina Guimarães, de 33 anos, funcionária pública. Clique no vídeo abaixo.

Há no Brasil, segundo dados do IBGE, pelo menos 15 milhões de pessoas nesta condição de dependências, sejam pessoas com deficiência visual, de locomoção ou intelectual. Para tentar entender o drama vivido por essa parcela da população nesta conjuntura do novo coronavírus, fomos ouvir mais depoimentos dessas pessoas. Além do depoimento de Marina, há também declarações do rapper cadeirante Billy Saga, do consultor de marketing digital Bruno Beraldin, de 38 anos, e de Ronei Vitorino, de 31 anos, que frequenta o Instituto Jô Clemente, em São Paulo.

Todos em material especial produzido pela reportagem de O Estado de S.Paulo publicado neste domingo no estadão.com.br.

Aqui,  o trabalho especial publicado no estadão, com,br.

 

Tudo o que sabemos sobre:

covid-19pessoas com deficiência

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: