A cidade e as árvores
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A cidade e as árvores

Pablo Pereira

24 de junho de 2010 | 12h19

 O corre-corre da vida da cidade, os engarrafamentos e o tempo desperdiçado nos deslocamentos alimentam o mau humor e o tédio e, às vezes, nos impedem de aproveitar coisas legais que estão à volta. Anos atrás, quando morei na região de Perdizes, circulava muito pelo bairro. E imaginava o canteiro central da Avenida Sumaré mais verde, um espaço mais agradável para se ver.

Na balada da vida, mudei de casa, passei um tempo sem curtir a Sumaré, mas, ultimamente, tenho passado por lá com frequência. Outro dia, parei para registrar a agradável cena que aprendi a curtir: o canteiro central, que virou pista para caminhadas de moradores, tem árvores altas, empresta ao corredor até um clima de cidade do Interior e, bem cedinho, é tranquila. É um bom começo de dia passar por ali – com pouco trânsito e bastante verde.

 

Avenida Sumaré, logo após o amanhacer, ainda com pouco trânsito

Av. Sumaré, logo após o amanhacer, arborizada, e ainda com pouco trânsito

.

Pista para caminhadas no canteiro central da Av. Sumaré

Pista para caminhadas no canteiro central da Avenida Sumaré

Tudo o que sabemos sobre:

árvoresSumaré

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: