Janeiro diferente
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Janeiro diferente

Pablo Pereira

24 Janeiro 2010 | 18h58

A cidade de São Paulo faz aniversário, 456 anos, em um janeiro chuvoso e, por isso, bastante revelador dos enormes desafios existentes para a construção do conforto dos quase 11 milhões de habitantes. Outros janeiros comemorativos se foram e neles os assuntos mais dramáticos eram os pedágios lotados, seus preços, engarrafamentos e os números de acidentes nas estradas. Hoje, não. A agenda trata das águas e de seus estragos por aqui mesmo.

grafico_populacao 333

Quem gosta da cidade e nela encontra muitos encantos, lamenta. Certamente são reflexos de um passado pujante, que ajudou em muito a formar a aura de cidade dos sonhos de milhões. Olhando-se a evolução da população, pode-se ver a linha do gráfico ameaçando pular fora do quadro numa explosão impressionante.

 Nos anos 1860, 30 mil pessoas viviam em SP. Com o fim da escravidão e a chegada dos imigrantes, foi a 130 mil (no começo da República). A cidade demorou 350 anos para chegar aos 240 mil habitantes (em 1900). E, em um século, saltou para os quase 11 milhões atuais.