Coisas de dezembro
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Coisas de dezembro

Pablo Pereira

16 de dezembro de 2009 | 12h13

Outro dia, relembrando informações sobre a Alameda Casa Branca, palco de episódio importante na história política da cidade, em 1969, estive no Arquivo do Estado, na Avenida Cruzeiro do Sul, para onde foram levados documentos daquele período tenebroso. O prédio está em reformas, mas numa sala do térreo funciona uma livraria. Lá encontrei um exemplar do livro São Paulo, 1860 – 1960, A Paisagem Humana (Editora Terceiro Nome e Albatroz Editora), rico em informações e imagens da cidade.  Para quem curte aqui no Garoa essas viagens ao passado da metrópole, e ainda não tem o livro,  dois presentes de dezembro, uma foto e um texto:

Natal de 1953 na Praça Ramos de Azevedo, São Paulo/Reprodução

Natal de 1953 na Praça Ramos de Azevedo, São Paulo/Reprodução

E trecho de texto de Oswald de Andrade, de 1954:

“Havíamos dobrado a esquina de um século. Estávamos em 1900. Eu tinha dez anos, e morava, como disse, no alto da Ladeira de Santo Antônio. Lembro-me que esperei acordado a entrada do ano e do século, acreditando que, à meia-noite, qualquer coisa como um sinal metafísico se descobrisse no céu, pelo menos a data de 1900. Mas nada vi e fiquei cabeceando de sono, entre mamãe e as comadres.”

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.