Vandalismo destrói estátuas da turma da Mônica
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vandalismo destrói estátuas da turma da Mônica

Marcel Naves

24 Outubro 2016 | 20h07

Depois de danificada, parte da estátua da Mônica foi removida por questões de segurança.

Depois de danificada, parte da estátua da Mônica foi removida por questões de segurança.

Na Praça Bacharel Fernando da Rocha, no Jardim Miriam, na zona sul  o que deveria ser motivo de orgulho tem sido um problema. O motivo está nos sucessivos ataques de vândalos. Em menos de dois meses duas estátuas foram danificadas. A da Mônica teve a cabeça destruída, enquanto a do Cascão perdeu parte de um dos braços.

No local, desde outubro do ano passado funciona a gibiteca da Turma da Mônica. O espaço foi idealizado para incentivar a leitura por intermédio dos quadrinhos. A decoração é uma homenagem aos personagens do cartunista, Maurício de Souza.

A principal reclamação dos frequentadores é sobre a falta de segurança. Para o vendedor Paulo dos Anjos não há policiamento na região. “Tem um pessoal que fica bebendo, consumindo drogas, e são eles que sempre quebram as coisas. Como não tem ninguém pra olhar, eles acabam quebrando tudo”, afirma.

Um dos braços da escultura do Cascão foi arrancado.

Um dos braços da escultura do Cascão foi arrancado.

De acordo com o aposentado Valdo Moraes a questão está na falta de conscientização da população. “As pessoas deveriam aprender a respeitar os espaços que fazem bem, trazem benefícios”. Afirma.

Em nota, a prefeitura afirmou que parte da estátua da Mônica teve de ser removida para evitar que alguém se machucasse. Ainda segundo o comunicado, o processo para início dos reparos está andamento. A Secretaria de Segurança informou que a zeladoria de bens públicos é de responsabilidade da Guarda Civil Metropolitana, e que a PM presta auxílio na fiscalização da praça.

Confira abaixo os comunicados emitidos pela prefeitura e secretaria de segurança.

PMSP:

“As questões sobre segurança no local devem ser encaminhadas à SSP.
A Subprefeitura Cidade Ademar esclarece que a estátua da Mônica localizada na praça Bel Fernando da Rocha foi alvo de vandalismo e, por medidas de segurança, parte da obra foi removida. No momento, a subprefeitura executa os tramites para efetuar os reparos. Segue a nota solicitada”.

SSP:

“A Polícia Militar informa que a zeladoria e a conservação de praças e bens públicos municipais são de responsabilidade da Guarda Civil Metropolitana. O 22º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano presta apoio à fiscalização da Prefeitura. A PM prendeu 255 pessoas em flagrante nos primeiros oito meses do ano na região. Foram apreendidas 13 armas de fogo e 893 veículos foram recuperados”.

Ouça aqui a reportagem.