As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Um problema resolvido e muitos ainda pendentes

Marcel Naves

18 Maio 2016 | 19h21

Em pleno bairro do Mandaqui, na zona norte da cidade, está a Praça Vereador Antonio Sampaio. Um local arborizado, com pistas para a prática do skate, quadra e mesinhas de concreto disputadas por senhores aposentados, sobretudo nos dias de sol. Mas apesar da limpeza e da ordem aparente, uma pequena sala que chegou a ser utilizada pela Guarda Civil Metropolitana, mas desativada desde 2006, tem sido motivo de preocupação.

O imóvel em formato oval, com uma sala e dois banheiros, já serviu de abrigo a moradores de rua e para o uso de drogas. Sandra Regina lembra que um abaixo assinado chegou a ser feito para que a situação fosse revertida, porém nada foi feito. “Nós chegamos a colher assinaturas para que a casa voltasse a ser ocupada pela polícia, mas nunca obtivemos retorno”, afirma a comerciante.

Ao ser procurado pela reportagem da Rádio Estadão, o subprefeito de Santana-Tucuruvi, Antonio Manoel Esteves, garante que a situação só não foi resolvida antes por uma questão burocrática, mas que tudo será resolvido nos próximos dias. “Nós fizemos reuniões com várias Ongs e estamos finalizando um documento para que todos possam trabalhar em harmonia, e pretendemos na semana que vem entregar essa base novamente ocupada”, afirma.

Mesmo assim, o local continua com problemas de segurança, sendo frequentemente utilizado para o tráfico e consumo de drogas. Durante o dia, a região é frequentada por gente de várias partes da zona norte da cidade, pessoas que reclamam de muitos problemas na região, sobretudo quando o assunto diz respeito à saúde. Muitos afirmam, por exemplo, que o atendimento no Hospital Municipal Vereador José Storopoli, o “vermelhinho” e o pronto socorro de Santana é precário, e tudo falta: desde remédios até médicos.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde  informou que o Hospital Municipal Vereador José Storopolli – Vila Maria e o Pronto Socorro Municipal Lauro Ribas Braga – Santana são administrados por Organizações Sociais de Saúde a SPDM e o IABAS, respectivamente. O comunicado afirma ainda que a medida visa melhorar o atendimento dentro do Sistema Único de Saúde (SUS) e ampliar o controle e a gestão dos contratos com as Organizações Sociais de Saúde. A Polícia Militar não se pronunciou a respeito.

Agenda. A Blitz da Rádio Estadão marca presença nesta quinta-feira, 19, no Parque da Independência, no bairro do Ipiranga, na zona sul da cidade.