Sujeira, invasões e um bairro chamado Mooca
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Sujeira, invasões e um bairro chamado Mooca

Marcel Naves

25 Maio 2016 | 19h48

A Blitz da Rádio Estadão esteve na Mooca e conferiu as queixas e reclamações dos moradores. Os problemas encontrados neste tradicional bairro da zona leste da cidade basicamente não é muito diferente dos existentes nas demais regiões da cidade. Não fugindo a regra, limpeza e conservação lideraram a lista de insatisfação.

E mesmo a conservação de importantes vias como a avenida Paes de Barros tem deixado a desejar. O aposentado Félix Dias, de 82 anos nasceu no bairro e confessa que a varrição não tem sido bem feita. “Quando as árvores tem as folhas secas que caem vai pra calçada, dos dois lados, fica uma sujeira bem grande”. Afirma o aposentado.

Mas os problemas constatados na região por nossa equipe de reportagem demonstram um enorme descaso das autoridades responsáveis. Na altura do numero 900, da Rua do Trilhos um condomínio utiliza uma das pistas da via como estacionamento particular.

Condomínio ocupa irregularmente parte da Rua dos Trilhos

Condomínio ocupa irregularmente parte da Rua dos Trilhos

Há mais de um ano, poucos metros antes do acesso ao viaduto Bresser aumenta o número de barracos improvisados com papelões e sacos de lixo. E mesmo na área que abriga a subprefeitura é comum encontrar moradores de rua dormindo nas calçadas do local.

Barracos improvisados no acesso ao viaduto Bresser.

Barracos improvisados no acesso ao viaduto Bresser.

 

Moradores de rua dormem em calçada da subprefeitura.

Moradores de rua dormem em calçada da subprefeitura.

A reportagem da Rádio Estadão entrou em contato com a prefeitura, e foi informada que o subpreito Evando Reis falará em outra ocasião, por motivo de viagem. Em nota a SPObras afirma que na próxima semana fará uma vistoria na Avenida Paes de Barros para averiguar a conservação dos pontos de ônibus, uma outra reivindicação dos cidadãos “moquenses”.