Posto abandonado da Polícia Rodoviária provoca insegurança
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Posto abandonado da Polícia Rodoviária provoca insegurança

Marcel Naves

29 Agosto 2016 | 15h28

Abandonado, prédio do DER, que servia de base da PRF é utilizado como ponto de prostituição e tráfico de drogas.

Em Mogi das Cruzes, na grande São Paulo, moradores reclamam da desativação de um posto da Polícia Rodoviária Estadual. O comando da PR saiu da Avenida Lourenço de Souza Franco (antiga SP-66), em junho de 2013 e foi transferido para a base do km 29 da Rodovia Ayrton Senna (SP-70), em Guarulhos..

O prédio, que pertence ao Departamento de Estradas de Rodagem (DER), localizado no bairro de Jundiapeba, se encontra abandonado. Os moradores reclamam que a área se transformou em ponto de prostituição e tráfico de drogas.

A saída do batalhão também trouxe problemas para o trânsito na região. No local, a conversão que  antes servia para dar acesso das viaturas aos dois sentidos da avenida passou a ser proibida. Mas mesmo com as placas existentes, o desrespeito é constante. Uma  situação que tem provocado vários acidentes.

Em nota, o DER  informou que  existem negociações para o uso adequado do prédio. A reportagem da rádio estadão constatou que a edificação possuí vidros quebrados e muros pichados. Apesar disto, o orgão ressaltou  que mantêm seguranças particulares no local, a fim de coibir atos de vandalismo.

A Secretária de Segurança Público, por sua vez, confirma que existem negociações para o melhor aproveitamento do espaço, mas também não mencionou prazos. Quanto ao policiamento rodoviário da região, foi dito apenas que o mesmo está centralizado em Guarulhos.

Confira abaixo a íntegra dos  comunicados enviados  a redação da Rádio Estadão:

DER – Depto. de estradas de rodagem

“O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) esclarece que as tratativas para transferência de uso do espaço seguem em andamento entre a Secretaria de Estado de Segurança Pública e o Conselho do Patrimônio Público.

Vale ressaltar que o DER mantém guarda patrimonial 24 h para segurança do local, a fim de evitar atos de vandalismo, depredação. De acordo com a empresa que mantém a segurança do local não há ocorrência de invasão do espaço privado”.

SSP – Secretaria de segurança pública do Estado de São Paulo.

“A SSP informa que o prédio do DER, onde funcionava o antigo pelotão da Polícia Rodoviária de Mogi das Cruzes, foi oferecido para a SSP. O processo está em tramitação, com tratativas entre a SSP e o Conselho do Patrimônio Público. Atualmente, toda a parte administrativa da Polícia Rodoviária está centralizada em Guarulhos”.

Ouça aqui a reportagem